30 de abr de 2009


Escrevi um, dois, três textos. Apaguei todos. Impressionante como existem dias assim. Para um jornalista, a falta de inspirarão precisa ficar em casa. Para um publicitário, isso não pode existir. Pra mim, é algo duro de agüentar. Digo isso porque eu preciso dela. Me faz bem. Alimenta meus sentimentos. Sem ela, me sinto vazia, pobre de pensamentos.

Pensei em dias, amores, pássaros, flores, no outono e no café com leite. Pensei em beleza, em sentimentos, músicas e poesias. Comecei a rever conceitos. Pensei e escrevi uma série de coisas que ficaram para trás. Escrevia e apagava.

Queria apagar pensamentos como apago textos. Mas, os espinhos existem. Eles não vão desaparecer nunca. A gente precisa cuidar. Preservar e cuidar. Os interessados em se machucar, certamente arrancarão as rosas. Eu prefiro deixá-las onde estão. Assim elas ficarão bem mais bonitas e eu não sentirei dor alguma.

boa quinta feira pessoal.

29 de abr de 2009


O mundo está querendo me engolir. Cheguei a essa conclusão.A Lei de Murphy sempre atua comigo, e nos ultimos dias não está sendo diferente. Meu amigo, se tudo está ruim, pode ter certeza: vai piorar. E 'Nossa!' como piora.
Preciso ter paciência, contar até dez, respirar e olhar pra cima. Do contrário estaria voando com as minhas unhas [mesmo que poucas unhas] em cima de alguém.
Não, não é TPM e nem estou em crise existencial, apenas a falta de paciência. Nesse mundo é mesmo difícil viver 100% tranquilo. Invejo os que conseguem [minha vó por exemplo].
.
O sorriso continua aqui, a aparência é a mesma,mas deixa tocar o sino um pouco mais alto pra ver. Me sinto como naqueles desenhos animados, onde solta aquela fumaça em cima da cabeça de alguém. Estou mais ou menos assim. Impaciente. Tentando agir da melhor maneira possível, e também controlar meus nervos. Afinal, pra que servem as brigas se não para piorar tudo? Por enquanto estou aqui, prestes a explodir, mas tomando doses [imaginárias] de serotonina.
.
Como diria minha mãe: 'Vamo embora que o Brasil é nosso'. Hoje, eu concordo com ela.

Assim caminha a humanidade
Com passos de formiga
E sem vontade...

27 de abr de 2009

Tenho fases como a lua. Tenho dias de romantismo e dias de rebeldia. Dias de solidão e dias de estar sozinha. Dias de companhias e dias de thays, apenas thays.
Tenho lados opostos. Hoje quero flores no cabelo e roupas coloridas. Quero ganhar livros, cd´s bombons e passear de mãos dadas. Amanhã quero meu bom e velho rock n'roll, allstar e doses extras de risadas. As definições opostas me confundem. Os pensamentos não fazem sentido. Os sentimentos não batem. Eu preciso da fórmula do naturalismo. Do sentimento intacto e correto, sem idas e vindas, sem eira nem beira. Quero o lado único e certo dessa vida doida.

25 de abr de 2009

pergunta pra ele a resposta.

pergunta porque é tão difícil ser feliz. é, mas ele já respondeu. ninguém disse que seria fácil. mas ninguém me deu um manual. a felicidade existe, mas ela se esconde as vezes. e tá escondida aonde? você vai achar! vou mesmo? vai sim! mas com calma.
porque eu preciso ter calma? porque nada se faz com pressa. você sabe thays. tudo o que você faz dessa forma não dá certo. ah, mas eu queria tanto. você e a torcida do flamengo. ela está tão perto que você não é capaz de perceber. vê ela todos os dias. brinca com ela e até conversa. é mesmo? então eu já sei! NÃO, não sabe. se soubesse não estaria perguntando. vê bem? olha dentro de você. olha o espelho da alma. quem sabe você encontre.

24 de abr de 2009

'Daquele jeito' está de cara nova. Faz parte da vida. A gente precisa mudar. E eu adoro isso. Ele não está completamente transformado, mas aos poucos vou deixando ele com a minha cara. O novo layout é criação minha, da Ketlyn, com toques do Lep!
Ah sim, pra quem não sabe, eu tô trabalhando numa agencia de publicidade. Agora fico no jornal e também na agência. Lá eu faço assessoria para os clientes. E quando não tem muita coisa pra fazer [como ontem], a gente usa as energias para criar.
Fazia tempo que pensava em mudar, mas sou muito detalhista e gosto de tudo perfeitinho. Novamente ia pedir pra Kellen (minha personal blogueira), mas não queria incomodá-la, e também, para que servem os pensamentos de uma jornalista e uma publicitária? Precisa render alguma coisa não é?!

Bom, voltando a idéia do layout, eu escolhi a foto, mas transformamos ela. Inicialmente o sofá era bege e a parede vermelha, com alguns quadros cafonérrimos ao fundo. Então, pedi a Kéty para 'fotoxopar' as cores e criar um estilo Amelie Poulain. Sim. É ela a minha inspiração. Além das cores que eu gosto muito (vermelho e verde), queria algo 'aconchegante', gostoso mesmo. Do tipo que a pessoa entra, senta e fica a vontade.

O mesmo sentimento que tenho por este singelo cantinho é o que eu espero que as pessoas tenham. Sintam-se beijados, abraçados, e claro, senta aí pra tomar um café, fumar um cigarro e dizer besteiras sobre a vida.
:*

23 de abr de 2009


'É meuuuuuuuuuu! É tudo meu!' hahah! Gentem, eu comprei hoje esse colar lindíssimo da Dona Lilica O Digão disse que é a minha cara, e modéstia a parte, eu também acho!Aline, obrigada! Você tem talento de sobra! Seu trabalho é lindo!
Virei cliente já!!!


Beijos! E babem!

22 de abr de 2009

simples assim.

Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa compor muitos rocks rurais
E tenha somente a certeza
Dos amigos do peito e nada mais
Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa ficar no tamanho da paz
E tenha somente a certeza
Dos limites do corpo e nada mais
Eu quero carneiros e cabras pastando solenes
No meu jardim
Eu quero o silêncio das línguas cansadas
Eu quero a esperança de óculos
Meu filho de cuca legal
Eu quero plantar e colher com a mão
A pimenta e o sal
Eu quero uma casa no campo
Do tamanho ideal, pau-a-pique e sapé
Onde eu possa plantar meus amigos
Meus discos e livros
E nada mais

Elis. sempre ela.

21 de abr de 2009

A vida adulta chega para todos. Mas ela só absorve aqueles que se permitem.
Como disse outras vezes, me preservo ao direito de muitas vezes agir como criança, sem é claro, esquecer meus deveres e responsabilidades. Embora qualquer criança também tenha suas tarefas diárias a fazer.
Todos crescemos com o dom de obedecer as regras e desobedecer algumas. No atual momento de minha vida, sigo um só caminho: o da minha constante felicidade.
Busco e continuarei buscando pelo que é certo, justo e verdadeiro.
.
Me permito a fazer escolhas demoradas, a pensar antes de agir, a dizer NÃO em algumas ocasiões e a dizer SIM para aquilo que estou em dúvida. Nada melhor do que minha própria pessoinha para julgar o possível e o impossível. Ainda que existam todas as pedras e espinhos, eu nunca tive medo deles. Posso até me machucar, como aconteceu várias vezes, mas continuo seguindo.
.
Se a vida é sua amiga, ela não dará apenas uma oportunidade. Não acredito em 'oportunidade única', acredito em competência. E se você tiver, todas as portas se abrem e o caminho pode ter a sua cara, o seu jeito.
.
Não quero e nem preciso viver de ilusão. Sou capricorniana. Meus pés estão fixos no chão. Prefiro viver do que sonhar. Prefiro agir!
Ter confiança naquilo que me faz acordar todos os dias e achar o sol cada vez mais bonito.

17 de abr de 2009

"O bom é que a verdade chega a nós
como um sentido secreto das coisas.
Nós terminamos adivinhando, confusos,
a perfeição"

Clarice Lispector

15 de abr de 2009


Acordamos bem cedo, e de mãos dadas passeamos pelo bairro. Pessoas andando de bicicleta, casais velhinhos de mãos dadas, o senhor da padaria com o jornal nas mãos, flores amarelas no canteiro de uma casa, o meu pensamento e o seu. Porque isso nos basta. Basta em saber o que existe de verdadeiro e o que acontece todos dias do ano. A fórmula do amor é descoberta a cada movimento, a cada entardecer, a cada novo dia. Ao nosso redor, apenas o que desejamos de bom. O amarelo mais forte, o vermelho mais intenso e o branco, da nossa cor. Com gestos simples e discretos, com afinidades constantes, com o afeto que só existe aqui. Incrível é ter por perto aquele alguém que queremos pro resto da vida. Aquele pra chamar de amigo, pra passear na praia e pra cantar a melodia. Embora desafinado seja meu coração, ele conseguiu observar a pureza e sentir a alegria. Viver não é apenas uma questão de tempo, mas de desejos diários e intensos. É a pureza refletida no abraço, o carinho do olhar, o sorriso puro. Estar aqui, aí, ou em qualquer lugar já nos basta. Ser assim, simples e felizes. Conhecer a batida do andar e o tom de voz, os sonhos e as poesias. Conhecer a letra da música que encanta e embala. Dois corações não se cruzam. Eles se dividem. Divide de encantos, magias e amor. Divide do que há de melhor. Divide o meu sorriso e o seu. O meu caminho e o seu. Divide assim, desse jeito, inesquecível.

13 de abr de 2009



Quando o problema não tem solução, ele já está resolvido. Quando não há explicação, ela já está dada. É desta maneira que vou levando. Sem procurar palavras e sentidos onde não existe. Não, eu não tapo o sol com a peneira e nem sou pessimista. Mas não gosto que a chuva deixe embaçado o vidro. Quero a clareza, o brilho, as luzes.
Podiamos ser tão mais felizes se deixássemos de medir as palavras. Não faz sentido calcular a vida como conta de matemática. Somos mais que números. Apesar de pequenas formigas no espaço, ainda temos alma e coração. É deles e por eles que insisto na fantasia doce e lunática de viver. Entre as pedras e flores desse caminhozinho, vou traçando a minha história. Porque a gente não tem tempo a perder. Precisamos tentar, fazer, aprender. Garantir boas energias e dividi-las com aqueles que ainda não perceberam o maravilhoso dom de existir.
E porque estou falando tudo isso? Nem eu sei. Talvez foram as doses de serotonina da Páscoa ou então a manhã linda desta segunda-feira.

Bom dia pessoas!

9 de abr de 2009


Embora não siga a religião, eu sou católica. E lá em casa todo mundo sempre comemorou a páscoa. Na realidade, ninguém ia na Igreja celebrar a ressureição de cristo, mas todos sempre respeitaram a sexta-feira santa e o domingo. Não quero dizer o que penso a respeito de alguns costumes da igreja, quero apenas dizer, que eu 'adóro' a Páscoa.
.
Já que existem vários tipos de datas comemorativas no nosso calendário, porque não criar uma especial para os amigos chocolates? Sim, porque não só pai, mãe, namorados merecem. Eles também! Aliás, todos nós mercemos! Apesar de não ser chocólatra como a Aline, por exemplo, eu adoro bombons, trufas, barras, ovos de chocolate e todas as delícias que possam existir com ele.
Só hoje de manhã ganhei uma lembrancinha linda da própria chocólatra, e dois bombons da Cacau Show, um da Dani, outro da Ciça. Ai gente! Como é bom! É muito feliz!
.
Primeiro que eu adoro ganhar coisinhas, especialmente chocolates, porque eles representam pra mim um dos presentes mais gostosos e carinhosos. Segundo, porque a serotonina invade e me deixa bem mais feliz! Um sucesso! E terceiro é que todos merecem ganhar pelo menos um bombom nessa Páscoa. Por isso, desejo que todos ganhem, e quem não ganhar, compra no mercado! Mas por favor, passem o feriado com doses extras de alegria!
.
Um beijo e uma ótima páscoa!

8 de abr de 2009

No planeta do principezinho havia, como em todos os outros planetas, ervas boas e más, sementes boas e más. Mas as sementes são invisíveis. Elas dormem na terra até que uma quer despertar. Então ela espreguiça, e lança timidamente para o sol um inofensivo galhinho. Se é de roseira podemos deixar que cresça. Mas uma planta ruim, é preciso arrancar logo. Havia sementes terríveis no planeta do principezinho: as sementes de baobá... E um baobá, se a gente custa a descobrí-lo, nunca mais se livra dele. Atravanca todo o planeta.

7 de abr de 2009

A maldição do Jornalista

Por Marcelo Rubens Paiva

1. Não terá vida pessoal, familiar ou sentimental.
2. Não verá o filho crescer.
3. Não terá feriado, fins de semana ou outro tipo de folga.
4. Terá gastrite, se tiver sorte. Se for como os demais, terá úlcera.
5. A pressa será o único amigo, e as refeições principais serão sanduíches, pizzas e pães de queijo.
6. Os cabelos ficarão brancos antes do tempo. Se sobrarem cabelos.
7. Sua sanidade mental será posta em xeque antes que complete cinco anos de trabalho.
8. Dormir será considerado período de folga; logo, não dormirá.
9. Trabalho será o assunto preferido, talvez o único.
10. As pessoas serão divididas em dois tipos: as que entendem de comunicação e as que não.
11. A máquina de café será a melhor colega de trabalho, porém, a cafeína não fará mais efeito.
12. Happy hours serão excelentes oportunidades de ter algum tipo de contato com outras pessoas loucas como você.
13. Sonhará com sua matéria. E não raramente mudará o titulo dela e algumas palavras enquanto dorme.
14. Exibirá olheiras como troféu de guerra.
15. E, o pior, inexplicavelmente, gostará disso tudo.


Um 'upa' bem gostoso a todos meus amigos jornalistas!
* Hoje é nosso dia, então, 'parabéns colegas!!!'


"O jornalismo é, antes de tudo e sobretudo, a prática diária da
inteligência e o exercício cotidiano do caráter".


Claudio Abramo

5 de abr de 2009

Para Elisandra Marques

Minha 'flor'. Sim, as pessoas queridas eu já chamo de 'flor'. É um costume besta, e todo mundo acha ridículo, mas eu preservo a 'ridicules', porque acho uma palavra muita delicada, e gosto de falar com as pessoas sempre da forma mais delicada possível.
Reciprocidade entende?
Bem, queria escrever pra te agradecer, já que não sei se você tem blog.
Pra quem não sabe, a Elisandra é uma leitora deste humilde endereço eletrônico.
Já tinha recebido alguns comentários dela, mas nunca ligado o NOME à PESSOA.
Ontem, estive no bazar na casa da Dani e ela me viu. Eu também vi, mas apenas a 'filha do Elson, meu colega de trabalho'. Não imaginava que ela era 'ela'.

Mas voltando, Elisandra.. queria agradecer o carinho que você tem por mim e pelo blog. Fico bem feliz (de verdade mesmo) em receber comentários como o seu. E principalmente de saber que meninas jovens como você curtem essa coisa de blog!
Já encontrei com pessoas que disseram acompanhar o blog, e me sinto uma estrela de Hollywood! hauhauah (brincadeirinha!)Mas acho legal, mesmo porque eu acompanho de várias pessoas e nunca disse que acompanhava. Apenas admiro.

Já disse que o blog é meu filhinho. Eu vou crescendo junto com ele e a cada dia tento dar uma 'cor' nova a ele e a mim. Porque eu acho que só assim a gente continua vivendo. Embora minha vida seja uma correria de louco, eu sempre tiro tempo pra ele.
Além de necessário, me faz um bem danado!

Então, mais uma vez, MUITO OBRIGADA! CONTINUE ACOMPANHANDO E DEIXANDO COMENTÁRIOS!

PS. faz de conta que a casa é sua!

Beijos!

3 de abr de 2009



É isso mesmo! Amanhã, a partir das 16h00 tem bazar na casa da amiga, jornalista, artista plástica, poeta e amada Dani Valiente!
Toda mulherada querida está convidada!
Levem suas roupichas, calçados e badulaques pra gente trocar, vender e blá blá blá
Cliquem na foto que ela aumenta!!!

2 de abr de 2009

O tempo

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são seis horas!
Quando de vê, já é sexta-feira!
Quando se vê, já é natal...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê perdemos o amor da nossa vida.
Quando se vê passaram 50 anos!
Agora é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio.
Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas...

Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo...
E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo.
Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz.
A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.
Mário Quintana

Ps. Pensei por horas e dias sobre o que escrever. Mas me preservo no direito de permanecer calada, controlar meus sentimentos, perceber os sinais. Daí sim, quando diversos cacos estiverem unidos, quem sabe consturirei a melhor, mais bonita, firme e resistente vidraça.