11 de set de 2009


Quando eu começo a escrever, tenho apenas uma idéia na cabeça. Dela, surgem outras, e outras, e algo concreto vai tomando forma.
Ao moldar um texto que me agrade, descubro frases, parágrafos, vírgulas e pontos.
.
Meus textos sempre tiveram o início marcado, mas o final era algo que simplesmente surgia. Sem ao menos piscar, ele estava ali. Defeito ou qualidade, eram eles (os finais) que davam vida ao que acabava de acontecer. Eu comecei, e a imaginação deu tom a todas aquelas misturas de cores e sentimentos.
.
Hoje, quando a infância já passou e o mundo adulto te chama, as histórias são muitas, e o final, um mistério.
.
A gente sabe como tudo começa, mas o fim ainda pode assustar. Normalmente, a gente não quer saber. Já que o fim nada mais é do que algo interrompido, seja a vida e a morte, ou qualquer outra coisa que se quebre em duas partes. (O coração por exemplo)
.
O fim só é bom em novela, em livros de romance e filmes bonitinhos. Na vida real, ele dói. Fere a fundo e com tudo o que tem direito. A gente chora, se deprime, fica magoada, e pensa que aquilo só acontece com a gente.
.
O tal ‘final’, abala mesmo. É forte. É depressivo.
.
E então, os segundos vão passando. Dias, semanas, meses e anos.
O ‘final’ ficou pra trás, e você não ficou lá. Você ficou aqui..para contar.
.
Uma história sempre começa com a idéia, o amor, a magia. Mas aonde ela termina, isso ninguém sabe. É este o mistério. É isso o que nos impulsiona a sermos realistas e enxergar a vida com olhos de criança.

3 comentários:

Mônica Bueno disse...

é nega, comotu pode imaginar, qd li isso chorei mais um rio, mais um dos milhares que tem dentro de mim! chorando, e meio que "desisperada" concordei com td oq tu fala ai, e espero que essa tristeza e essa vontade de sumir, passe logo, e que eu consiga ver o mundo como tu vê!
brigado por ser tão linda, e tão verdadeira comigo!
brigado por dedicar um tempo comigo, e me ajudar tanta com palavras, já que a minha dor tu não pode tirar, e mto menos eu ;~~

adoro você, e sinto mto em não poder te ver todos os dias!
;*

Késia Maximiano disse...

A magia da palavra está exatamente aí: Deixa que elas tomem forma, e vão ganhando vida... No mais, elas fazem todo o trabalho... E a gente ainda ganha o credito.. rsr

Beijo grande, adorei o texto!

Silvia Gonçalves disse...

Caramba...
Isto não vale...
Eu vou entre hoje a amanhã escrever um post sobre contos de fadas e vc fala sobre isto..rs.r.s.

Vou até fazer uma referência à este post..rs...

Belas palavras.. como sempre... vc é muito boa de redação.. mas melhor ainda de conteúdo ...

;)

Bjos