10 de mai de 2011

Não mostre os dentes

Essa foi a dica que recebi de um colega sobre “como tratar pessoas inconvenientes”.

Não sei por que, mas de uns tempos pra cá tenho tido o desprazer de encontrar pessoas assim pelo caminho.Dia desses, estava tomando café da manhã com a minha avó quando chegou um agente da dengue para fazer a inspeção na casa. Abrimos o portão, mostramos o quintal e ele foi ao trabalho. Passados cinco minutos, o sujeito aparece na porta da cozinha dizendo que o jardim estava bem cuidado e não havia focos do mosquito. Até aí tudo bem. Não fosse minha avó – por pura educação – oferecer um café para a pessoa, que sentiu-se íntima da família, puxou uma cadeira e começou a contar as histórias da vida. O cidadão falou dos trabalhos que teve, das experiências boas e ruins, da família que morava em Minas Gerais e atenção: disse até que queria comprar uma calça legging (como a que eu estava usando) para a mulher dele. Sem entender direito tudo aquilo, olhei para o tal agente [depois de uns 15 minutos de falação] e disse que tínhamos compromisso. Ele, sem parar de falar, agradeceu o café e foi embora.

Neste instante já me preocupei. Conversei com a minha avó a respeito do tal funcionário da Prefeitura e pensei: das duas uma: Ou o barnabé gosta de matar serviço ou está se prevalecendo do trabalho para armar o bote. Minha avó já o entendeu como um mineiro tagarela. Mas pra mim isso tem outro nome.

Não, não sou paranóica, mas nos dias de hoje desconfio até da sombra.

O que acontece é que muitas dessas pessoas tem esbarrado comigo e por educação de berço não consigo ser grosseira a ponto de fazê-las cair na real. Mas então vem as perguntas: Não seria a hora de inventarem o manual de boas práticas ou algo bem simples com o titulo "COMO NÃO SER INCONVENIENTE”?

Melhor: Para ser eficiente o ideal é que se ligue o "sitocômetro". Aquele aparelinho que todo mundo guarda na última gaveta do cérebro. Quem sabe assim, os meus e os seus dias querido leitor tornem-se melhores e mais felizes!

2 comentários:

Izzy disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Izzy disse...

hahaha eu imagino a tua cara durante o episódio! No teu lugar eu diria: "Camarada o papo tá bom, mas você não está em horário de serviço? não tens outras vistorias pra fazer não?"
hahaha
Lendo teu texto parece engraçado mas sei quanto isso é irritante!

bjins