11 de jul de 2009

Te sinto cada vez mais distante.
Como dois olhos que nunca se encontraram.
Como caminhos opostos.
Porque a distância nem sempre é o contato físico, o tocar.
Distância é aquela que está dentro de nós.
Essa que tomou conta.

Hoje não são apenas dos teus lábios que sinto falta.
Sinto falta de você. Inteiro de sentimentos e sensações.
Inteiro de conteúdo. Inteiro daquela magia de quando te conheci.
Sinto falta do bom dia, do cheiro, da preocupação, do sorriso.
Estes que se foram.

Um dia eu sei que voltam, quando já não se espera.
E neste dia, já não terei mais saudade, pois aprenderei a conviver com ela.
E neste momento, a distancia não mais tomará conta.
Porque assim como você, ela também se desfez.

Nenhum comentário: