19 de jan de 2009

Maldito Orkut.


Meu blog não é mais diário, como antigamente. Não é também um livro com páginas abertas. Pensei que minha vida é algo sério demais para comentar em detalhes, como antes eu fazia. Acredito que as pessoas não devem ter interesses sobre ela [ou talvez até tenham], mas prefiro me manter.
Fico muito chocada toda vez que me vejo acompanhando a vida de alguém pelo orkut, por exemplo. Vejo que não só eu acompanho, como a própria pessoa oferece esta prática. Ela se deixa mostrar, gosta e sente prazer nisso.
Exibe de forma 'nua e crua' todos seus sentimentos, e foi isso que me fez abandonar este site de relacionamento por duas vezes.
Depois de muita lenga-lenga e discussões 'extras' com amigas, optei em voltar [isso tem algum tempo] e deixe [sempre] todas as opções de albuns, vídeos e sei lá o que abertas. Sim, porque se tenho uma página dessas, se me permito ser vista por amigos e conhecidos, porque então proibir os outros de me ver? Se não escondo de um, não escondo de ninguém, simples.
Isso também já foi tema de diversas briguinhas, o que sinceramente me irrita muito.
Alego ter Orkut para ter contato com amigos de outras cidades e de fora do país. Mas sinceramente, isso não é desculpa. Eu poderia muito bem me relacionar por e-mail com eles e tudo estaria normal.
Mas, me permito olhar e 'fuçar' em orkuts alheios, e por isso, as vezes me sinto muito baixa. Não sei exatamente explicar pra vocês, mas optei em dar um 'basta' disso. Não quero mais saber quem me visita e não quero receber scraps de pessoas que me viram espiar. Acaba tudo sendo uma grande novela.
Capítulo após capítulo sabemos quem esta namorando com quem. Aprendi fácil a ler nas entrelinhas, que muitas vezes nem chegam a ser 'entrelinhas'.
Especialmente meninas - tem o dom de exibir a felicidade como um troféu, e isso é o que mais me entristece (empobrece a classe).
Talvez seja por isso essa minha curiosidade toda. Por pior que seja, eu continuava vendo aquilo. Poderia aqui dar alguns 'esporros' e tentar uma lição de moral, mas quem sou eu pra falar não é?! Se quando não tenho nada pra fazer, corro no orkut.
Mas, definitivamente, cansei.
Cansei de saber o que os outros fazem no final de semana, com quem estão namorando, de quem estão falando mal. Cansei de descobrir traições e falcatruagens atraves deste site. Cansei de ver meninas tirando foto em frente ao espelho.
Pra mim chega!
Não vou generalizar, [como nunca fiz], mas apertei a tecla 'delete' para todas as bobeiras que me fazem perder tempo na vida.

Bom dia!

3 comentários:

Aline Aguayo disse...

hahaha

Fecho tuuuudo!
E digo, fecho pq já tive uma foto roubada e usada em um perfil de "acompanhantes".
Mas, sei bem que quem fez isso, me conhecia, e não gostava muito de mim, porque a maioria das gurias que estavam lá, tiveram a foto roubada do orkut e eram de Foz.
Portanto, coisa de gente que, além de não ter o que fazer, ainda fica tramando maldades.
Fora isso, discordo em certos pontos com vc. Mas, orkut, cada um tem o seu e cuida como quer.
;D~

Super Elo disse...

Thays
o orkut tem seus riscos, assim como msn, e-mail e blog.
não precisa sair do okut. Faz dele um instrumento a seu favor. Pra controlar seus próprios instintos curiosos.
;)
Poxa, eu gosto tanto dos seus comentários nas fotos! :D
Beijão!

Eder disse...

Olha gata, esse negócio de orkut é mesmo uma porcaria! Não passa de uma autopropaganda fajuta e forçosa. Tudo mentira num mundo de faz-de-conta, porque no orkut todo mundo parece feliz: o que é uma tremenda farsa. Vivamos o cotidiano comum e podre a que os "homems" criaram e saibamos disfarçá-lo através da ARTE! Esta sim, pode nos fazer algo um pouco melhor ao invés de ficar fingindo sermos pessoas especiais para outras pessoas que sequer vimos na vida!
Um bigbeijo...