25 de out de 2008

Momentos


Em meio a 'caixinha de lembranças' que toda pessoa tem [ou deveria ter], encontrei fotos de um passado cheio de vai e vem, mas de momentos bons, tranquilos e que me fascinavam.
Eu tinha orgulho de alguém, e ele foi totalmente quebrado por atitudes. Apenas atitudes são capazes de acabar com qualquer tipo de relacionamento.
Esperar algo de alguém não é a opção certa. Eu prefiro acreditar, e acreditei.
Contudo, nada era como eu imaginava [ou, em alguma parte até foi, não sei].
Mas olhando aquelas fotos com brilho nos olhos e sorriso de orelha a orelha percebi que vivi bons momentos.
Parece chiclê, mas sempre coloco na balança tudo que acontece da minha vida.
Se o pior vencer, já era! Aperto o (foda-se) do teclado. Mas se a alegria, o amor, o companheirismo e a parceria predominar, eu procuro tentar. Tentar não significa perdoar ou voltar como era antes. - Nada volta - . Mas preciso pelo menos perceber a diferença que alguém fez na minha vida. Valorizar ou não é uma decisão minha e demais ninguém.

Minha caixinha está bem guardada e sempre que posso vou até ela para me lembrar de momentos. Sejam eles ruins ou bons, a verdade é que eles servem como ensinamento.

E como já dizia Armandinho

"Já que a felicidade é tão incerta,
que ela seja incerta num lugar Bom..."

Um comentário:

R.Vinicius disse...

Todos os momentos permanecem de alguma forma ligados a nós até o sempre de todos os dias. Como os momentos que venho aqui, a leio, comento. Tenha certeza que está guardado na caixinha de lembranças. =) Lindo seu post.
Abraços, até breve,

R.Vinicius

(Desculpa se sou chato.)