16 de nov de 2009

.Viva.

Li um texto no blog da Mica que me fez refletir absurdamente sobre relacionamentos e todo esse mundo confuso referente a sentimentos (inclua sorrisos, lágrimas e afins). Ela escreveu: ‘A gente e a nossa competência de complicar o não complicado’.
Assino em baixo Mica!

Temos SIM a mania de sempre querer complicar TUDO. Talvez porque seja mais gostoso, mais prazeroso o ‘esperar’, o ‘buscar’, o ‘correr atrás’. Mas aí eu pergunto: Por quê? Para quê?
Se a resposta for sexo, lhe garanto: Ele não será melhor ou pior hoje ou daqui 3 meses. A diferença estará no ego da mocinha que segurou (com o perdão da palavra), sua ‘pirikits’ e do homem que se acha ‘o cara’ por ter conseguido agüentar os três meses. (Viva o senhor fodástico, que de foda não tem nada).
Mas se a sua resposta for o ‘amor’, tenho algumas opiniões formadas.
Em particular nunca gostei de esperar. Sempre quis tudo pra ontem (o que algumas vezes é até um perigo e tomo isso como um defeito).
No entanto, não sou louca, nem psicopata e acredito que o amor possa nascer hoje, na troca de palavras, na conversa e no carinho... como pode nascer daqui a anos, quando você se pega pensando nele, e percebe toda a diferença que ele faz em sua vida.

Então meus amores, para que complicar o NÃO complicado? Porque enrolar alguém quando não se quer nada com aquela pessoa? Porque iludir com falsas promessas e até juras de amor?
É simples (não digo delicado, mas simples) dizer que o interesse é carnal e não emocional. É mais honesto dizer a verdade sempre (mamãe já ensinou isso, lembram?)

Tão mais simples fechar os olhos sem pensar no amanhã. Tão tão tão simples dar ouvidos ao que diz seu coração. Tão simples esquecer do mundo por um dia e beijar loucamente aquela que certamente mudará sua vida.

Então, minha dica é essa: não espere!
Pare com desculpas, fantasias, ilusões.
Pare de achar problemas e viva HOJE sem complicações.

Nenhum comentário: