26 de jan de 2009

Os dias passam e cada vez mais eu me pego pensando.
Cada vez mais eu acredito naquele ditado clichê de "o que os olhos não vêm, o coração não sente".
Talvez tenha me prendido nele para aprender a esquecer.
Existem coisas que a gente não quer, mas precisa começar a querer, desejar, esquecer.
Estou como nunca estive, e assim quero continuar.
A passos duvidosos, mas certos.
Sempre fiz aquilo que meu coração mandou, sempre estive perto.
Agora, mais do que nunca o tempo é meu amigo.

Os dias de janeiro estão indo embora. Que passem, assim como você.

Um comentário:

carol~ disse...

o coração nunca fala.

se engana, talvez..