29 de out de 2008

Viva os cabelos lisos!

Me dedici esta semana e ontem fui ao salão fazer a tal da escova progressiva.
Sempre fui contra essa parada de jubas arrumadinhas, mas definitivamente tive que mudar de opinião.
Quando seu trabalho te toma 8 horas por dia e seus compromissos são mais importantes que uma hora em frente ao espelho com secador ligado; então é hora de aderir!
Minha irmã já tinha essa vontade a um bom tempo - e eu fui na dela também!
Agora, estou com os fios lindos, leves e soltos...daquele tipo que você dorme, acorda e continua tudo igual, da mesma forma quando você bota a cabeçona pra fora do carro e deixa aquele vento bagunçar todo ele - agora não bagunça nada! UM ESPETÁCULO!
Adooooooro essas coisinhas! Tô super faceira

E vamo trabalha gente!

28 de out de 2008

Por mais cansada que posso estar, ainda me sobram pingos de felicidade em produzir.
Esta idéia maluca que me botaram na cabeça está mesmo dando certo; a vida é linda e bela, torta e desengonçada sou eu. Só não ando pra trás porque não é esse o caminho e ele me deixa tonta por demais. Vou seguindo 'aonde o vento me levar' (ai que meigo). Mas é verdade. Alguém precisa andar gente. O mundo não pára e nunca pode parar. A largada foi dada e agora é correr, suar a camisa e alcançar o que tanto tempo eu lutei pra conseguir. As dificuldades nunca foram amigas, muito menos minhas amigas, mas elas existem, e estão aí para prejudicar os fracos e oprimidos.
Por enquanto sou só. Apenas eu no país das maravilhas, e vamo correndo pro lobo mau não aparecer.

27 de out de 2008

Petters


Eu sou completamente apaixonada por hitória - sempre foi minha matéria favorita.
Sempre que posso, fico horas conversando com minha avó sobre a infância dela, os 12 irmãos, a criação na roça, sobre a minha bisavó, entre tantas outrs coisas - afinal, esses são pedaços meus!
Ontem, então, em mais um almoço em família, descobrimos que o pai dela (meu bisavó) ganhou o nome de uma rua na cidade de Apiúna, interior de Santa Catarina.

Olha que legal!

Rua José Petters atende os apiunenses
José Petters foi filho de imigrantes alemães que nasceu em 09 de agosto de 1895, em Ilhota - SC. Por volta de 1900 veio com a família residir em Aquidabã, mas tarde, casou-se com Victória Cerutti, com quem teve 12 filhos, dos quais 6 ainda estão vivos. Trabalhou em Apiúna como "Inspetor de Quarteirão", e pelo bom desempenho de sua função, foi nomeado "Intendente Distrital de Apiúna" em 1939, cargo que ocupou por 17 anos, sendo o 1ª Intendente do Distrito de Apiúna. Trabalhou com empenho para que as Irmãs da Providência de Gap instalassem sua sede em Apiúna, afim de que tivéssemos uma escola que levasse aos seus filhos princípios éticos e valores, dentro de uma moral civil e cristã. Faleceu em 15 de março de 1956.

Por estes motivos, a nova rua, aberta recentemente em Apiúna, recebe seu nome, escolhido pelo filho e netos de José, que são os doadores do terreno por onde ela atravessa.

A nova via, oficializada através da lei nº 592/2008, liga o Loteamento Helena Morro ao Bairro do Posto Fiscal e é mais um esforço da Administração Municipal para promover a segurança dos munícipes. Crianças, adolescentes e trabalhadores passam por ela diariamente desviando assim, da perigosa BR 470, prova de que a iniciativa alcançou seu objetivo.

Outro importante objetivo deste investimento é gerar crescimento para o município, visto que, com a sua abertura existe maior probabilidade de novas instalações residenciais.
...

Como se pode perceber, eu não conheci nem meu bisavó como minha bisavó. Mas carrego o sobrenome deles e o orgulho em fazer parte dessa família!:D

26 de out de 2008

Vida

...
O amor é o ridículo da vida. A gente procura nele uma pureza impossível, uma pureza que está sempre se pondo. A vida veio e me levou com ela. Sorte é se abandonar e aceitar essa vaga ideia de paraiso que nos persegue, bonita e breve, como borboletas que só vivem 24 horas. Morrer não doi.
...
Cazuza

25 de out de 2008

Momentos


Em meio a 'caixinha de lembranças' que toda pessoa tem [ou deveria ter], encontrei fotos de um passado cheio de vai e vem, mas de momentos bons, tranquilos e que me fascinavam.
Eu tinha orgulho de alguém, e ele foi totalmente quebrado por atitudes. Apenas atitudes são capazes de acabar com qualquer tipo de relacionamento.
Esperar algo de alguém não é a opção certa. Eu prefiro acreditar, e acreditei.
Contudo, nada era como eu imaginava [ou, em alguma parte até foi, não sei].
Mas olhando aquelas fotos com brilho nos olhos e sorriso de orelha a orelha percebi que vivi bons momentos.
Parece chiclê, mas sempre coloco na balança tudo que acontece da minha vida.
Se o pior vencer, já era! Aperto o (foda-se) do teclado. Mas se a alegria, o amor, o companheirismo e a parceria predominar, eu procuro tentar. Tentar não significa perdoar ou voltar como era antes. - Nada volta - . Mas preciso pelo menos perceber a diferença que alguém fez na minha vida. Valorizar ou não é uma decisão minha e demais ninguém.

Minha caixinha está bem guardada e sempre que posso vou até ela para me lembrar de momentos. Sejam eles ruins ou bons, a verdade é que eles servem como ensinamento.

E como já dizia Armandinho

"Já que a felicidade é tão incerta,
que ela seja incerta num lugar Bom..."

24 de out de 2008

Stand-up Comedy


Gentem, quero avisar aos marinheiros de plantão que domingo é dia de ir ao Iguassu Boulevard assistir Bruno Motta. O cara é fera mesmo, e hoje a tarde tive a oportunidade de conversar um pouco com ele. Gente finíssima e um 'puta' ator!
Pra quem quer rir até a barriga doer esta é a opção certa!
Bruno tem uma extensa carreira como comediante e está na lista dos melhores do Brasil.Apesar da carinha dele não aparecer tanto quanto Danilo Gentili e Oscar Filho, ele também é MAAAARA, igual os outros!!!
Então, dia 26 - DOMINGÃO - as 20h00 no BOURLEVARD!
Ingressos estao a venda ainda!

23 de out de 2008

O velho e o moço

Deixo tudo assim
não me importo em ver
a idade em mim
ouço o que convém
eu gosto é do gasto
(...)

deixo tudo assim
nao me acanho em ver
vaidade em mim
eu digo o que condiz
eu gosto é do estrago

sei do escândalo
e eles tem razão
quando vem dizer
que eu não sei medir
nem tempo e nem medo

e se eu for o primeiro
a prever e poder
desistir do que for dar errado?

ahhh ora se não sou eu
quem mais vai decidir
o que é bom pra mim
dispenso a previsão

ahhh se o que eu sou
é tambem o que eu escolhi ser
aceito a condição

vou levando assim
que o acaso é amigo
do meu coração
quando falo comigo
quando eu sei ouvir.


Los Hermanos

22 de out de 2008

Vidinha


Queria contar tantas coisas aqui... do livro que li a pouco tempo, do casamento da minha amiga que foi lindo, da gravidez da Ana Karla, do meu espírito amargo... mas prefiro deixar tudo isso de lado e comentar sobre meu gosto pelo estranho.
Isso mesmo, eu sou daquelas que adora pessoas esquisitas (leia-se: esquisitas, mas com personalidade). Meu apreço sempre foi por 'coisinhas' legais, como um telefone colorido, um quarto vermelho, meias listradas e lenço verde no pescoço.
Gosto de sapatinhos de boneca e raramente uso um salto fino. Vestidos curtos e cinta-liga não fazem minha cabeça. Adoro andar descalço ou ficar de shortz e all star em casa. (Mas faço questão de me vestir bem quando pede a ocasião).
Amo miojo de galinha caipira e suco de maracujá! Sou mestre cuca no cachorro quente e poderia passar um dia todo vendo filmes e conversando com alguém.
Aqueles homens descabelados, barbudos e segurando um cigarro no canto da boca como nos filmes antigos americanos sempre me chamaram atenção.
Eu 'amodorooo' (heueheueh) caras com charme! Pra mim, eles ganham disparados na frente dos bonitões estilo Gianechini. Sou muito mais um George Clooney e Johnny Depp. Charme é MARA!
Sempre desprezei pessoa sem peronalidade, aquelas que se deixam influenciar pelo comportamento alheio.
Já vi mulheres que adoravam batom e salto alto e passaram a ouvir reggae e andar de saião, só pelo namorado.
Outras que abandonaram carreiras porque o 'amado' não gostava.
Quando as mudanças são pra melhor, como parar de fumar ou praticar de exercícios físicos, eu até concordo... mas por favor gente, vamos manter em prática nossos princípios.
Já namorei um cara que vivia me controlando nos meus palavrões. Tá bom que eu sou boca aberta mesmo, minha mãe e minhas amigas sempre brigam quando eu solto um "caraaaalho" por aí.
Mas por favoooooor! Eu falo mesmo! E acho difícil mudar.
Desculpem as namoradas certinhas de plantão, e vai ver por isso estou sempre sozinha mesmo. Mas continuo não aceitando algumas 'sugestões'.
Um dia vou encontrar a pessoa certa que aproveite delícias simples e prazerosas da vida, como andar de mãos dadas, ouvir los hermanos em um dia de chuva, tomar chocolate quente em baixo das cobertas, assistir um bom filme, contar segredos, dormir abraçado, fazer almoço de domingo pra família, beber cerveja em botequim, passear na beira da praia logo cedo, tomar café com leite de manhã e ouvir aquela voz gostosa de quando acorda.
Não é querer demais né?!

Ps. Eu sempre começo em um assunto e mudo pra outro! Faz parte... se alguém lê isso aqui, aproveite o que achar necessário!!

Beijo.

Tempo

Os dias parecem cada vez mais curtos (apesar do horário de verão que me faz dormir tarde e acordar de madrugada). Mas tenho a impressão que temos 12 horas e não mais 24.

Impossível é ter vinte anos, trabalhar o dia todo, estudar, fazer TCC, pagar contas e pensar na vida em um prazo curto de tempo. Bem, tão impossível não é, porque estou fazendo isso, mas talvez seja justamente por essa euforia toda que não consigo mais ver graça nos dias.
As cores parecem ter ficado em preto e branco, o brilho nos meus olhos demora a aparecer, e nem um filme bom tive tempo de assistir. Lamentações nunca foram meu forte, e sinceramente, odeio dramalhões.
Estou apenas contando - para o meu amado e querido blog - como as coisas não são fáceis; ainda mais quando você começa a perceber que a vida de adulto não é tão legal.
Responsabilidade sempre existiu, mas contei todo o tempo com alguém do meu lado.
Mas chega uma hora que é preciso pensar e decidir sozinha. A vida é minha não é mesmo?!
Passa, passa tempo... faça tudo voltar ao normal!
Faça os dias terem mais sentidos e as cores serem mais vibrantes!
"Tempo, tempo, tempo, entro num acordo contigo"


"Sou como você me vê.
Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania.
Depende de quando e como você me vê passar"
Clarice Lispector

20 de out de 2008

Sempre... as horas

“Encarar a vida pela frente... Sempre. Encarar a vida pela frente, e vê-la como ela é. Por fim entendê-la e amá-la pelo que ela é. E depois deixá-la seguir... Sempre os anos entre nós, sempre os anos... Sempre o amor. Sempre a razão. Sempre o tempo... Sempre... As horas.”

Virginia Woolf

18 de out de 2008

O camelo é MARA!


A música sempre esteve muito ligada no meu ritmo diário. Quando escrevo (como agora) consigo perfeitamente ouvir uma música e não perder o fio da meada. Mas quando as pessoas não páram de falar ao meu lado, eu me desconcentro total e chego a brigar com elas... (frequente isso no jornal).
Mas hoje, depois de uma sexta-feira com casamento de amigos, trabalhos, revisão de tcc e tudo mais... recebi um presente!
Um CD gravado com o novo disco solo do Marcelo Camelo - um dos compositores que eu mais gosto! Tá tudo bem, eu poderia ter comprado o CD original, mas Bruna me adiantou o repertório e eu adorei! Ah sim, foi a Bruninha que me deu o presente. Ela é a minha companheira de filmes antigos e músicas diferentes.
Apesar de muitos acharem o som completamente melancólico, eu adoro!
As letras tem um toque especial - diria sensibilidade com afinidade e bom gosto!
Tenho raiva só pelo Los Hermanos ter acabado, mas de repente foi um impulso para novas bandas aparecerem no cenário nacional, como Monbojó, por exemplo.
Bem, mas o que quero indicar como a música de sábado é "Janta", do Camelo com Mallu Magalhães. Veja aqui
Então tá... vou ficando por aqui e ouvindo meu cd fofo! hehe

Beijo, me liga!

16 de out de 2008

O dia estava aberto. Parecia que todas as árvores tinham se escondido, o céu estava mais claro e tudo parecia tranquilo.
O sinal vermelho parecia acompanhar a melodia da música que me fazia pensar.
O mundo tinha dado um tempo, mas ninguém percebeu.
Todos continuavam andando aflitos com medo de perder a hora e a minha cabeça estava longe, bem longe; num lugar que talvez eu nem conheça.
O que sentia era um vazio - uma espécie de sentimento do qual eu nunca gostaria de conhecer.

Um vazio que me consumia e dava a certeza de uma solidão escondida.
Aquela da qual ninguém quer sentir, e luta contra tudo e todos para que não aconteça.
Mas ela existe, e voltou.
Voltou quando não podia, quando ninguém queria, quando magoa...
Ela entristece e por muitas vezes também irrita.
Porque assim?
Por que talvez eu não tivesse percebido a tempo de evitar.
Mas se percebesse, será que conseguiria?

...


15 de out de 2008

Edgar Antônio

Tatuagem é uma das minhas paixões. Quem me conhece sabe!
Fiz a primeira aos 17 anos, e não parei mais. É como um vício, uma coisa louca! O melhor não é apenas fazer, mas sentir aquela coisa gostosa de novidade!
Como tudo de mais divertido e gostoso sempre aparece por acaso na minha vida, hoje não foi diferente. Acordei, decidi e lá fui fazer!
Na verdade, ela já estava decidida há algum tempo, só faltava aquela 'vontade' falar mais alto!
E foi tão bacana que nem deu tempo pra sentir dor, JURO!
Bem gente, essa tattoo é a assinatura do meu pai e melhor amigo. O homem que eu mais amo nessa vida!O cara que me ensinou tudo que sei, que me educou e investiu boa parte de sua vida a demonstrar valores essenciais.
Era um amigo e conselheiro, um homem fantástico, sensacional, com princípios éticos e linha firme em suas decisões. Com certeza, a melhor pessoa que já conheci. Um amor que nunca acabará!
A homenagem é uma forma de expôr ainda mais todos os meus sentimentos... mas ele sabe que tudo está guardado dentro de mim!
Te amo Paiê! (Onde quer que você esteja)

14 de out de 2008

Futilidades

Elas existem!De verdade!
Francamente, não sabia que vida de formanda poderia ser pior que a de noiva.
Há algum tempo estou na 'luta' pelos vestidos, sandálias, maquiagem perfeita, penteadinho bacana, convites, convidados, amigos, família, etc etc etc.
Como não é apenas um dia de festa, precisamos nos programar (leia-se: Eu, mãe, irmã e todos os convidados). Porque eu pelo menos preciso ter em mente as roupas que usarei em todas as ocasiões (missa, colação de grau e festa). Parece bobeira, mas não é! Tem sempre aquele babaca que aparece na festa de calça jeans e camiseta. (Já vi gente de bermuda e regata). Não sei como deixam entrar, sinceramente.
É um dia especial para todos que estão ali, e eu acho uma puta injustiça alguem nos OFENDER com uma roupa feia. É simples, minha mãe sempre disse: Se não tem roupa, não vá!E faça um grande favor para todos aqueles que passaram meses escolhendo a melhor cor de vestido (hehe)
Bem, o fato é que nunca passei por isso e pareço uma barata tonta com mil coisas para resolver. Não bastando, o tal do TCC me pegou pra cristo.
Estamos 'empacados' com o perdão da palavra. Produzimos, produzimos e agora acabou a vontade, a criatividade e imaginação. Chega uma hora que você até se enjooa do tema, mesmo sabendo o quanto ele é 'MARA'.
Bem, vamos a luta. A fase final chegou e apesar dos pesares, estou feliz!
E viva!!!

Beijo, me liga!
Ass. Sra futilidade!

Ps.: A foto tá feia sim, mas é pra comprovar o que o TCC faz com as pessoas.

13 de out de 2008

Bom Dia!


Os dias começaram a nascer mais quentes e a minha alma está mais tranquila.
Talvez seja a fé que voltei a ter no que me envolve. Talvez seja o corte de cabelo novo ou a sensação de mudança. - Algo tem que mudar, de uma forma ou de outra - .
Cansei de ver o tempo passar e sentir vazios.
Parei ontem pra pensar nesse marzão... Nas consequências da vida... nas respostas não obtidas, no coração feliz e ao mesmo tempo solitário, nas letras de músicas mais bonitas, no toque das águas.../ Parei pra pensar em mim. Só em mim e no que me faz feliz.
A chave pra felicidade depende única e exclusivamente de mim. Do que eu quero, do que me atrai e do que eu realmente gosto.
Um gole de café, um amor de fazer cócegas, uma sensação absoluta de borboletas no estômago!

É isso!

10 de out de 2008

Já dizia o poeta; a saudade só existe porque aquilo tudo fez sentido.
Algo mais ou menos assim desperta em mim aquele sentimento escondido pelo sorriso.
A verdade é que faz falta, mas a vida não deixa voltar.
Ela se comprometeu em resolver o passado e deixar o novo no caminho.
Estranho é pensar; estranho ainda é sentir algo que já podia ter acabado.
Mas ela sempre persegue; te acorda no meio da noite, te desperta no meio de uma conversa,
te devora no centro do mundo.
Qualquer mera semelhança é motivo pra pensar.
Se o certo passou, se a paixão morreu ou se eu ainda estou bem era o que gostaria de saber.
Felicidade
é encher o sol de açúcar
e beber num gole só
Carlos Luz

9 de out de 2008

8 de out de 2008

Apesar de preferir as cartas na mesa, a palavra concreta, a fala perfeita e o jogo da verdade,
comecei a desenvolver o raciocínio de ler nas entrelinhas.
As vezes é preciso agir com a razão para descobrir as palavrinhas escondidas atrás de um rosto ou um simples gesto. Já não é preciso dizer nem que sim, nem que não. Os atos descrevem todos os sentidos.
Não sou e acho difícil ser uma especialista nesse assunto de amor. Acho até que sou uma "zero a esquerda", ou vale pensar que "o cara" ainda não apareceu.
Sempre me culpei muito pelos problemas, inclusive os alheios. Depois de um tempo percebi que eu nada tenho a ver com eles e a culpa não é minha quando o mundo resolve cair. Apesar de sempre pensar de uma forma, estou mudando meus conceitos. Não sei se isso é bom ou ruim, mas estou pensando muito mais em mim, na minha felicidade, e mais nada.
É difícil agradar a todos, mais difícil ainda é esperar um gesto.
Prefiro continuar assim, na certeza de que dias melhores virão!

6 de out de 2008

O que você quer?

Simples é saber o que você NÃO quer. Difícil é o querer.

Colocar estes objetivos na linha da nossa vida é a melhor escolha.
Hoje estava conversando com o André (meu amigáaaasso dos almoços no centro) e chegamos a conclusões bem simples. Ele me resumiu a vida dele em metas, e me disse:
"Eu pensei: quero ser rico ou aproveitar a vida?"
Ele escolheu aproveitar a vida e faz isso todos os dias. Trabalha, estuda, toca numa banda e estuda violão, além disso ele tem sobrinhos com quem pode aproveitar uma tarde toda de domingo e uma esposa super parceira, que acompanha ele nos melhores show's de rock!
É claro que isso não resume uma vida e não limita os sentimentos apenas a alegria.
Todo nós temos problemas, sofremos com a solidão, com a dúvida, com a incerteza.
Nos decepcionamos muitas vezes e também choramos (eu particularmente, choro muito). O fato é que o estresse é o mal da humanidade. Pior que ele só a exaustão, que enxuga suas forças e te leva pros piores sentimentos.
Não quero escrever um livro de auto ajuda, nem fazer uma campanha pelo bem da humanidade. Não quero também dizer que o esporte e a alimentação são as melhores condições de vida.
Quero apenas dizer a muitos jovens que devemos aproveitar mais!
Já dizia Pedro Bial no "Filtro Solar" - "Os melhores caras não sabiam o que queriam ser aos 40 anos".
O mundo se tornou tão globalizado que as pessoas ficaram mais ariscas e presas a agilidade diária, perdendo assim o gosto pelas coisas. Pessoas que fumam por exemplo, sabem que um alimento não tem o mesmo gosto. Por isso que quando param de fumar engordam horrores - porque a comida terá um sabor delicioso, novo, diferente.
Assim é o trabalho, assim é a vida. A gente faz tudo com pressa que nem percebe o que perdeu, não aproveita e não usufrui das conquistas.
Tá certo que o mundo não pára. Mas você pára! Ninguém sobrevive na correria.
Caso contrário não existiria o sono e os verbos DORMIR, DESCANSAR, RELAXAR!hehe

Aqui vão algumas dicas de Roberto Shinyashiki sobre lições de vida!
- Acredite sempre no amor - Não fomos feitos para a solidão. Se você está sofrendo por amor, está com a pessoa errada ou amando de uma forma ruim para você.. Caso tenha se separado, curta a dor, mas se abra para outro amor.
- Seja grato(a) a quem participa de suas conquistas - O verdadeiro campeão sabe que as vitórias são alimentadas pelo trabalho em equipe. Agradecer é a melhor maneira de deixar os outros motivados.
- Declare o seu amor - Cada vez mais devemos exercer nosso direito de buscar o que queremos (sobretudo no amor). Mas atenção: elegância e bom senso são fundamentais.
- Perdoe! - Se você quer continuar com uma pessoa, enterre o passado para viver feliz. Todo mundo erra, a gente também.

Beleza Creuza?!
Beijo então!
:*

5 de out de 2008

hunf.

Tem dias que a frustação toma conta, o desespero bate e a dor fala mais alto.
Dias em que você não vê sentido para as coisas, que não sabe porque existe e se faz alguma diferença nesse mundinho.
É claro que a raiva só nos traz coisas horríveis e nunca é bom conviver com ela.
Mas algumas vezes é ela quem define a continuidade da sua vida.
Justamente porque é ela o que você não quer mais sentir, e pra deixar ela acabar, é preciso mudar completamente.
Tenho raiva dessa loucura consumista, desse mundo globalizado que quer tudo pra ontem.
Nós eleitores somos um bando de palhaços, de quem os políticos acham a maior graça.
Estamos vivendo numa completa mediocridade.
Tenho nojo desses politiqueiros, tenho nojo desse povo que se acha inteligente e tenho cada vez mais medo só de pensar no nosso país.
Sinceramente, queria mandar muitas pessoas para o inferno,
mas sei que elas vão sozinhas...
a passos lerdos, mas vão!

4 de out de 2008

Paixão antiga

Paixão antiga sempre mexe com a gente...é tão difícil esquecer
Basta um encontro por acaso e pronto começa tudo outra vez
E vendo você o coração parece que vai saltar
Pelo meu corpo, saudade em todo lugar
E eu sem disfarçar
te como com meu olhar
Foi bom demais, não tinha que acabar
Meu bem, quando eu te vi, tudo voltou e eu compreendi
Que te amo, quero, adoro sempre mais
Deixa o coração te seduzir, não dá mais pra disfarçar
Deixa o sentimento decidir, já é hora de voltar !!!

Tim Maia

3 de out de 2008

Salve Salve, preguiça!



Apesar da correria dos meus dias, eu não esqueço desse bloguezinho querido!
Não consigo ficar longe, é mais forte que qualquer 16 páginas a serem fechadas da noite pro dia...
Essa vida não é fácil, mas ninguém nunca falou que seria mesmo.


Tenho tomado muito café, fumado alguns cigarros (especialmente a noite) e adoro uma friturinha básica. Onde vou parar desse jeito?
Tenho 20 anos e sou uma completa sedentária. Gosto mesmo é de ficar na rede, tomar sol, beber cerveja, sentar num barzinho, ir ao cinema e fazer coisinhas assim, bem light's.
Meu único exercício atual é subir e descer escada, dançar quando vou a um show e fazer alongamentos quando acordo. Tá aí. Eu confesso tudo isso.
E digo mais: detesssssto academia, detesssssto corpo bombado e detesssssto soja!
Eu sei que é fundamental uma alimentação adequada e a prática de exercícios físicos.
Mas eu concordo em pensar que se não fosse a preguiça, o homem não teria inventado a roda.

Por enquanto continuo assim. Vamos esperar pra ver se a força de vontade fala mais alto e eu volte a praticar algumas coisas, mas claro... de leve! ahahauaha
Então beleza, vou voltar a labuta.... ôhhhhh vidinha 'maoooomeno' essa

Beijos pessoas, e não me liguem tá!:*

2 de out de 2008

A roleta-russa da Aids

Nas festas do chamado barebacking,o risco de contrair
a doença ajuda a aumentar o prazer

Médicos e cientistas têm um novo inimigo na luta contra a disseminação da Aids. Ele se chama barebacking, uma expressão que pode ser traduzida como "cavalgada sem sela" e define o comportamento de pessoas que se expõem voluntariamente a relacionamentos de alto risco, sem nenhuma proteção, para unir ao prazer sexual a adrenalina do perigo. Definido como uma prática de tendências autodestrutivas semelhantes às que são diagnosticadas em suicidas, dependentes de heroína e necrófilos, o barebacking está se tornando perigosamente popular. Na Europa e nos Estados Unidos já se realizam festas em que, além de estimular o sexo livre e sem preservativos, os organizadores convidam portadores de HIV que não são identificados para os outros participantes.
Na Alemanha, o Instituto Robert Koch, de Berlim, especializado no estudo de doenças contagiosas, estima em 2.000 casos anuais o total de contaminados pelo vírus da Aids devido à prática dessa modalidade de sexo. Há dois anos, o centro de vigilância sanitária da França realizou uma pesquisa e constatou que, entre 5.000 homossexuais de nível superior ou matriculados em universidade, 1.500 tinham feito sexo sem proteção recentemente e, nesse grupo, 1.050 agiram motivados pela excitação da possibilidade de contrair a doença. Em junho passado, um estudo divulgado nos EUA apresentou dados mostrando que cada festa desse tipo realizada no Estado de Massachusetts terminou com pelo menos dois novos soropositivos na praça.
São Francisco, na costa oeste dos EUA, virou a cidade-sede do fenômeno. Além das festas de barebacking, registram-se casos de gays que se contaminaram voluntariamente, para ter no relacionamento uma situação equivalente à dos parceiros e para se livrar do uso do preservativo.

Para quem quiser continuar lendo esta MERDA clique aqui.

Estou realmente chocada com isso. Juro que não conhecia, são sabia da existência de práticas como esta. O que posso concluir dessa puta falta de não ter o que fazer? Apenas que o ser humano está cada vez pior, sem escrúpulos, sem cérebro e sem noção.
Esses animais deveriam ser banidos da face da terra. Esses coitados abomináveis não deveriam nem ter nascido. Gostaria muito que o Governo cancelasse o tratamento para estes imbecis, filhinhos de papai, porras-locas do caralho.
Infelizes, 'crendios'.

1 de out de 2008

INFERNO ASTRAL TOMOU CONTA.
PÁRA O MUNDO QUE EU QUERO DESCER!